Notificação 'water ripple' no Pidgin

sábado, 21 de março de 2009

Olá.

Primeiro, vejam o vídeo, pra entenderem do que se trata:



Esse é um plugin que faz com que notificações do Pidgin tenham aquele efeito de água.
Antes de mais nada, é desnecessário dizer que o Compiz deve estar ativado para que tudo funcione, bem com o efeito de água.

Vamos ao esquema:

1º) Crie um arquivo chamado waterping.sh com o seguinte conteúdo:

#!/bin/bash
#./waterping.sh 0 0
#If you want to ping the coordinates x0, y0
dbus-send --type=method_call --dest=org.freedesktop.compiz /org/freedesktop/compiz/water/allscreens/point org.freedesktop.compiz.activate string:'root' int32:`xwininfo -root | grep id: | awk '{ print $4 }'` string:'amplitude' double:1 string:'x' int32:$1 string:'y' int32:$2

2º) Crie outro arquivo, chamado senicon.sh com o conteúdo:

#!/bin/bash
#requires waterping.sh
WINFO=`xwininfo -root -tree | egrep ' (1[2-9]|2[0-4])x(1[2-9]|2[0-4])\+0\+0' | grep "$1" | cut -d ')' -f 2-`
WIW=`echo $WINFO | cut -d 'x' -f 1`
WIH=`echo $WINFO | cut -d 'x' -f 2 | cut -d '+' -f 1`
WIX=`echo $WINFO | cut -d '+' -f 4`
WIY=`echo $WINFO | cut -d '+' -f 5`
let WAX=WIX+WIW/2
let WAY=WIY+WIH/2
waterping.sh $WAX $WAY 2>/dev/null

3º) Copie ambos para /usr/local/bin e os torne executáveis com os comandos:

chmod +x waterping.sh
chmod +x senicon.sh

4º) Agora, basta configurar o Pidgin; clique em tools, preferences, sounds e em sound method, altere para command. No caminho, digite: senicon.sh pidgin

Pronto! Agora teste e veja que as notificações marcadas em sound events ativam o efeito.

Qualquer dúvida, escrevam...

Referências: youtube, ubuntuforum, linuxmintforum

Associando µTorrent como padrão

Olá.

Voltando após um tempo de inatividade (monografia e afins)...

Um pseudo-problema que eu tinha era quanto ao cliente de .torrent. O µTorrent não é padrão, mas isso é facilmente contornado via wine (quero saber até quando). Bom, em seguida a questão fica por conta da associação com os arquivos. Exemplo:

- Ao baixar um arquivo .torrent, não é possível clicar nele diretamente pra abrir o software ou mesmo no browser, optar por abrir diretamente (sem salvar).

Pra resolver, vamos a receita:

1º) Crie um arquivo chamado utorrent, com o conteúdo:

#!/bin/sh

if [ "$1" ]; then
torrent_file="Z:`echo $1 | sed 's/\//\\\/g'`"
env WINEPREFIX="/home/phoenix/.wine" wine \
"C:\\Program Files\\uTorrent\\uTorrent.exe" "$torrent_file"
else
env WINEPREFIX="/home/phoenix/.wine" wine \
"C:\\Program Files\\uTorrent\\uTorrent.exe"
fi

2º) Edite o caminho "/home/phoenix" para o caminho do seu usuário (/home/seu usuário);

3º) Torne o arquivo executável, com o comando:

chmod +x utorrent

4º) Localize e abra o arquivo ~/.local/share/applications/wine/µTorrent.desktop e adicione as seguintes linhas:

Categories=Network;FileTransfer;P2P
MimeType=application/x-bittorrent

Isso fará com que o software seja encontrado no menu do Gnome e também seja associado com BitTorrent MIME type.

5º) Ainda no arquivo, altere a linha Exec, para:

Exec=/home/phoenix/.local/share/applications/wine/utorrent %f

Esse é o caminho onde se encontra o script criado no 1º passo (edite como preferir).

Ficará algo assim:

[Desktop Entry]
Name=µTorrent
Exec=/home/phoenix/.local/share/applications/wine/utorrent %f
Type=Application
StartupWMClass=Wine
Icon=6948_utorrent.0
Categories=Network;FileTransfer;P2P
MimeType=application/x-bittorrent

6º) Torne o µTorrent, o software padrão do sistema, editando ou adicionando (caso não exista), no arquivo /etc/gnome/defaults.list a seguinte linha:

application/x-bittorrent=µTorrent.desktop

7º) Finalmente, atualize a base de dados do Gnome:

update-desktop-database ~/.local/share/applications

Pronto! Ao clicar num arquivo .torrent o µTorrent será aberto automaticamente e se for via web, haverá a opção padrão:


















É isso... qualquer dúvida, escrevam.

Tutorial baseado, traduzido (e testado) do blog: http://blog.shadypixel.com/